Carreira

Em 06/06/2017 | 15:53h

Uber demite mais de 20 funcionários após investigação de assédio sexual

Uber demite mais de 20 funcionários após investigação de assédio sexual


A Uber demitiu mais de 20 funcionários depois de uma investigação interna de assédio moral dentro da companhia.

As pessoas familiarizadas com o assunto informaram para a Bloomberg que a Uber apresentou aos seus mais de 12 mil funcionários um parecer da investigação conduzida pelo ex-procurador-geral dos Estados Unidos, Eric Holder.

O advogado da Perkins Coie LLP, Bobbie Wilson, está avaliando 215 queixas recebidas pela área de recursos humanos da Uber, além das pessoas que já saíram da companhia, outros 31 funcionários estão em aconselhamento ou treinamento e sete receberam advertências por escrito.

A Uber começou as investigações após a publicação de um ex-funcionário em um blog alegando ter sofrido discriminação e assédio sexual dentro da empresa.

Além disso, Amit Singhal, chefe de engenharia de software, foi demitido em fevereiro após uma denúncia de assédio sexual contra ele em seu antigo empregador, o Google.

(Da redação)

Comentários

Para comentar é preciso se identificar:
esqueci a senha | cadastre-se já!

Ainda não há comentários sobre este post.

Ou identifique-se abaixo, no Facebook.
 

Mais Lidas

Mercado 22/01/2013 17:40h

Microsoft pode investir US$3 bi para fechar capital da Dell

A Microsoft estuda investir entre US$1 a US$3 bilhões para o fechamento de capital da fabricante Dell, de acordo com o

Negócios 30/01/2013 15:24h

TIM e Itaú se unem para pagamentos móveis

A TIM informou nesta quarta (30) que está iniciando testes em parceria com o Banco Itaú para a implementação de uma

Telecom 16/01/2013 16:48h

Telefônica Vivo sofre instabilidade de telefonia móvel em SP, SC, PR e RS

A Telefônica Vivo comunicou através de uma nota nesta quarta (16) que o serviço de telefonia móvel da companhia pass

RSS Enviar por email Twitter Facebook

© 2013 Corpbusiness Ltda. Todos os direitos reservados
Agencia Pulse